quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Já quebrou sua vidraça hoje?

Para John Maynard Keynes, construir pirâmides inúteis com dinheiro pilhado e/ou roubado pode ser uma boa. Isso é o mesmo que dizer que quebrar vidraças gera prosperidade.

Frédéric Bastiat desmontou esta falácia antes mesmo que o tataravô de John pudesse imaginar que seu neto causaria tanto estrago. O que os keynesianos não conseguem responder, entre outras coisas, é: se quebrar vidraças é bom, por que não arrebentar todas as janelas da vizinhaça? E que tal do mundo? Por que não destruir tudo para poder construir depois, elevando a demanda agregada?

Aos que nada entenderam, não há motivo para preocupação. A Fonft vai tirá-los do obscurantismo. Em breve, "A Falácia da Vidraça Quebrada em alta definição, na Fonft Filmes, com T. Monte (foto).

4 comentários:

quatroventos disse...

A Falácia faz todo sentido do mundo. Daí acusar Keynes de estragar tantotambém é uma falácia: reductio ad absurdum.

Até porque, se você acha que a culpa foi do Keynes, por tentar acelerar desenvolvimento, enquanto seus companheiros de academia não apresentam nenhuma solução além de sentar e esperar, está faltando um pouco e conhecimento sobre as pessoas: elas são racionais, respondem a incentivos e tem preferências individuais. Individuais, mas que tem de se virar pra conviver com as preferências alheias.

O. Rocha disse...

E quem falou em "sentar e esperar"? Há muito trabalho a ser feito, a começar por tirar as patas do estado de toda parte.

jfsampa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jfsampa disse...

Cheguei a este site procurando sobre Ayn Rand e estranhei encontrar algo em português.

Parabéns pelo trabalho e os incluí na minha lista de acompanhamento.
Excelente qualidade e muito inteligente.

Continuem assim.

JoseF